10 de dezembro de 2017


já fez o seu destralhe de fim de ano? fiz o meu ontem. ao todo, foram 4 vestidos, 4 saias, 25 blusas, 8 calças compridas, 2 pares de tênis, 1 shorts, 1 toalha de mesa, 1 colcha de cama, 1 lençol, 2 biquínis (nunca usados), 4 sutiãs (nunca usados, do tempo em que eu comprava os de bojo mesmo sabendo que o aro me deixava desconfortável, hoje não compro mais), 2 pares de meias e mais cintos, bolsinhas, estojos, maquiagem (que compro, apesar de viver de cara limpa) e 2 livros. aproveitei, ainda, para rasgar papeis desnecessários e decidi que vou, eu mesma, mudar a cor das paredes do meu quarto. de resto, muito espaço, muitos cabides livres e uma sensação de bem estar sem igual! normalmente coloco tudo em sacolas e guardo na prateleira mais alta do guarda-roupa por um período. se ao final do período eu não sentir falta de usar tais peças, é a hora da doação. ontem, não precisei dessa última fase. peças separadas e "ensacoladas", já parti para a distribuição. tão bom saber que o que estava entulhado sem uso vai fazer diferença na vida de alguém. melhor ainda é ter consciência na hora da aquisição. desde o início desse ano estou mais criteriosa quando vou comprar o que quer que seja. sei que essas peças todas de agora e as do começo do ano (fiz um destralhe ainda maior em janeiro) foram fruto de compras desnecessárias, aquela coisa de: nossa, tão baratinha essa brusinha, vou levar! e de que adianta levar uma brusinha baratinha se não gosto de roupa de alça? lógico que vai ficar empacada. desde então estou mais seletiva: verifico tecidos, cor, modelo, possibilidades de uso, etc. e isso vale não só para roupas, mas para todo tipo de compras. bora destralhar?!


30 de outubro de 2017


bipolaridade define

subtítulo: sou para-raios de doido

um dia a pessoa se mostra interessadíssima, apaixonadíssima. no outro, simplesmente some.


29 de outubro de 2017


o dia no trabalho foi uma bosta. 

há uns meses atrás chegou uma ordem para que a sala de audiência fosse cedida duas vezes por semana para um núcleo x fazer determinadas audiências. tico, a assessora 1, ficou responsável pelo envio da lista dos processos e das datas para o referido núcleo, a fim de que providenciassem um conciliador. hoje seria o primeiro dia dessas audiências. só que tico, como de costume, não mandou o ofício, como consequência, não veio conciliador e uma penca de partes e advogados passaram a manhã reclamando (com razão) da falta de organização do setor. dilma chamou tico para conversar, orientar que tivesse mais atenção para que erros como esse não acontecessem mais? claro que não. ao invés disso, ela pegou sua bolsinha e foi dar uma voltinha.

trabalhamos com dois sistemas. um mais antigo e um que foi implantado no final do ano passado. pastor consegue fazer consultas e informar sobre andamento dos processos do sistema 1. desde sempre pastor é o responsável pelo atendimento ao público, haja vista que é SÓ isso que ele sabe fazer, mas, com a implantação do sistema 2 e a recusa dele em se atualizar, até essa simples tarefa está prejudicada. quando alguém pede alguma informação sobre processos do sistema 2, ele manda outro servidor consultar e se são três pessoas pedindo informações, ele ocupa três servidores. três pessoas que param tudo o que estão fazendo porque o cerumano se recusa a aprender. hoje kung fu panda, um servidor recém chegado se revoltou e mandou a real: por que você mesmo não consulta? aliás, se você não dá conta, troque de lugar comigo: fico no atendimento e você vem fazer meu serviço de cumprimento dos expedientes. lógico que pastor se sentiu ofendidíssimo e fez a louca. que já é "pessoa de idade", que seu serviço é estressante (ahan, çei), que as pessoas só vão atrás de atendimento porque os processos estão atrasados (e estão mesmo, mas se cada um pudesse trabalhar tranquilamente sem parar para fazer o serviço dele muita coisa seria agilizada) e se enchessem muito a paciência dele, ele iria pedir pra sair (pedir pra sair = aposentar). mas gente, que vontade que eu fiquei de dizer: é um favor que você faz a todos os coleguinhas, partes e advogados se optar mesmo pela aposentadoria. detalhe que teve plano especial de aposentadoria voluntaria recentemente destinado justamente a todos os servidores com idade e tempo de serviço e com dificuldade de adequação às novas rotinas de trabalho. lógico que pastor não aderiu. eu realmente não entendo. se não quer aprender, se atualizar e já tempo e idade, se aposente, please. e não perturbe os coleguinhas que só querem trabalhar em paz.

não vejo a hora de sair de lá. mas, mais uma vez, só me resta esperar.


26 de outubro de 2017


eu acho que você gosta de mim. mas pode ser só desejo também. desejo é bom. tem coisas que começam assim. e tem coisas que ficam só nisso. desde que tudo seja esclarecido e que um não alimente no outro ilusões sobre o que nunca vai acontecer, ok. não sei se e como as coisas vão evoluir entre a gente. mas sei que tá começando um sentimentozinho aqui dentro e que tô com medo. medo porque sinto que não sou prioridade pra você. você me deseja e isso é óbvio. você gosta de mim (?). só que você não passa a segurança que eu preciso. eu sou muito insegura, sabe? eu faço piadinhas, te provoco, mas eu morro de medo de ser rejeitada. eu preciso ter certeza de que você está comigo nisso. acho que eu vou correr enquanto é tempo.

    

15 de outubro de 2017


estou há quatro dias sem trabalhar. teve o feriado de quinta e na sexta o órgão em que eu trabalho não funcionou (não foi ponto facultativo, nós tivemos que fazer banco de horas antes para compensar a esticadinha). na semana que começa amanhã vai ser a mesma coisa: feriado estadual na quinta e prolongamento na sexta. antes eu ficava feliz quando acontecia algo assim, mas ontem já estava me sentindo entendiada e com vontade de voltar para os meus processinhos. o que a falta de vida pessoal não faz com a pessoa?


13 de outubro de 2017


quem é você em grey's anatomy? hoje eu descobri que apesar da minha melhor amiga me chamar de april kepner (e de eu mesma me considerar o alex karev), na verdade eu sou o owen hunt: completamente fodido psicologicamente e com as escolhas amorosas mais equivocadas SEMPRE. podia ter ficado com a teddy altman, que o amava, era gente boa, profissional competente e linda, mas escolheu christina yang. levou um pé na bunda de christina e se juntou com quem? amelia shepherd. só jesus na minha causa.




9 de outubro de 2017



então...

1) ainda não consegui resolver por completo o problema com o banco. o gerente está me cozinhando com respostas  e promessas evasivas, mas tenho que esperar até o dia 20 para saber se vão fazer o desconto indevido novamente, se o outro valor que devem me ressarcir já foi depositado e se finalmente terão entregue a minha via do distrato. odeio esperar. odeio lidar com problemas que não criei. odeio mais ainda a possibilidade de ter que ajuizar uma ação caso essa bagaça toda não seja resolvida administrativamente em tempo hábil.

2) volta e meia me pego com taquicardia, uma leve falta de ar e náuseas. meu coração parece que vai sair pela boca. sensação de que vou vomitar o mundo. eu sei que não é nada físico. é ansiedade por conta da resposta que está demorando. nossa, como eu quero essa resposta. quero muito que dê certo e que possa logo ir para o novo setor, mas quero mais ainda saber se (e quando) vai dar certo. perguntar para o responsável não está entre as opções. e mais uma vez o universo grita: moça, espere.

3) pensei que a saída de christina yang complicaria as coisas no hospício. mas que nada! teve clima chato porque apesar de todas as etapas terem sido excessivamente anunciadas (pessoal, vou pedir pra sair; pessoal, já fiz o requerimento; pessoal, as dras. já assinaram; pessoal minha portaria sai amanhã; pessoal, minha portaria saiu; pessoal, só venho até hoje) não houve a tão esperada festinha de bota fora. por incrível que pareça, tico e teco finalizaram todos os processos digitais e não houve nenhuma mudança no meu trabalho. fiquei com receio de ser (mais) pressionada e ter minhas atribuições aumentadas, mas o mundo não só não acabou como o clima no setor está bem melhor. pelo menos uma coisa boa no meio de tanta confusão.

4) a minha cabeça ainda está no i. sim, eu sei que não devia, afinal, ele está em outra cidade e nem sabe da minha existência. maaaas, conheci uma pessoa. ou melhor, já conheço fulaninho há dois anos e ele sempre demonstrou gentilezas excessivas pela esta pessoa que vos escreve. como sou uma pessoa que tem dificuldade para acreditar que alguém nesse mundo pode gostar de mim, sempre preferi acreditar que era só cortesia mesmo, ainda mais porque ele é frequentador assíduo do meu ambiente de trabalho e eu odeio tretas ou simples possibilidade de misturar as coisas. h. é legal, muito gentil, bem humorado e bonito também. tem a parte complicada de que já foi casado e tem filhos pequenos e isso me assusta um pouco. talvez vocês digam que eu sou louca (e sou mesmo), mas não vejo como as coisas evoluírem entre a gente. sabe quando o cara é interessante e você adora o fato de alguém como ele ter olhado pra você, mas ao mesmo tempo tem que fazer um esforço hercúleo pra dar continuidade às conversas, porque sempre tem uma hora que a coisa empaca? não sou boa nisso de flertar ou perdi o jeito e já tô querendo sair correndo.

5) tô de coleguinha de trabalho novo essa semana. só por uma semana. na verdade só por três dias. coleguinha vai ficar diretamente na minha sala fazendo que um "treinamento" e é um amorzinho de pessoa. coleguinha me passou um bilhetinho com nome e email e faltou pedir até o número do meu pé. que que tá acontecendo seu cupido?

6) volto hoje pra academia. comprarei dorflex na volta: sim ou com certeza?